Caraíva

Dia 8

Infelizmente já era hora de deixar Cumuruxatiba. Realmente adoramos Cumuru! Saímos já fazendo planos de quando voltaríamos!

Tomei café da manhã, dei uma última voltinha e parti!

Antes de cair na estrada, tive a experiência de usar um “posto de gasolina” local. Hahaha!

Esse era em uma mecânica. A gasolina vem em garrafas pet de 2 litros. Sensacional!!! Hahaha!

Não vou negar que para alguém que mora em São Paulo como eu moro, isso não seja um pouco impressionante… Abastecer o carro com garrafas pet e um funil no meio da cidade na porta de uma loja que armazena essa gasolina sei lá em que condições e por quanto tempo… É bem bizzaro! Um belo choque de realidade desse nosso Brasil.

O outro Brasil não consegue nem aprovar lei que libera o sistema de self service em postos oficiais e fiscalizados, igual é nos EUA…

Bom, vencida essa etapa, parti para Caraíva.

No caminho tive que parar para fotografar essa obra de arte!

Quando cheguei em Caraíva, fiquei assustado como aquele lugar mudou. Gente para todos os lados, estacionamento lotado, ônibus de excursão… Minha nossa!

Aí parei o carro, deixei algumas coisas que não iria usar dentro do carro e fui para a travessia. Existe uma casinha que cobra um ticket ecológico para entrar, mas não é obrigatório. Eu acabei pagando, mas não precisava.

Só tem que pagar a travessia para o pessoal já dentro do píer.

Quando chega do outro lado, o pessoal vem oferecer de levar as malas e as pessoas de charrete.

Eu sou absolutamente contra o uso de charrete. Tudo que escraviza um animal, eu sou contra. Decidi não pegar e levar eu mesmo. Foi uma decisão complicada… Minha pousada era meio longe e andar naquela areia fofa com a mala na cabeça foi muito complicado… Muito mesmo!

Para quem não sabe, Caraíva é uma vila de pescador que virou point. Pousadas para todos os lados. A vila não tem asfalto, é uma areia bem fofa por toda a vila, que as pernas ficam queimando se andar muito por lá.

Praticamente não existem carro na vila. O que tem além das charretes são os buggys que o pessoal usa como taxi, mas eles não ficam rodando por lá, então é bem difícil de pegar um se não for lá no centrinho.

Nesse dia acabei indo na praia lá em Caraíva mesmo. A praia lá é bonita, mas existem outras mais bonitas na região.

Pegamos um pôr do sol incrível por lá!

Saí já de noite da praia e acabei parando em um restaurante bem movimentado no centrinho, na beira do rio.

Aí foi uma cervejinha e um delicioso pastel de arraia que animou minha noite.

Daí foi só caminhar até a pousada e dormir

Dia 9

Dia de visitar a Praia do Espelho.

Tomei um café em um lugar bem na frente da pousada. Depois parti para a travessia do rio para ir buscar o carro.

Ferreirinho Relógio – Todirostrum cinereum

Não é muito longe o caminho até a Praia do Espelho. O estacionamento lá é pago.

Um amigo meu estava hospedado lá no Espelho e fui encontrá-lo assim que cheguei.

Gigi!

Essa é outra praia que está tão diferente desde a última vez que vim. Cheia de gente para todos os lados.

Depois de um tempo ali na muvuquinha eu acabei indo para o outro lado da praia, cruzando o rio.

Essa parte da praia eu gostei muito mais. É uma parte quase deserta. No mar um monte de tartarugas marinhas!

Foi bem mais bacana ficar desse lado e aproveitei para fazer umas fotos da Tati por lá.

Mais para o final do dia a praia já estava bem mais tranquila e fui caminhar pela praia.

E assim o dia foi acabando.

Na hora de ir embora ainda paramos no mirante e também na vendinha que fica no estacionamento. Aí mandamos um creme de Açaí com Cupuaçu. Uma delícia!

Já em Caraíva fomos jantar mas estava tudo tão absurdamente caro que resolvemos mandar só um lanche e ir dormir.

O problema é que nessa noite teve uma festa em uma praia que para se chegar tinha que passar na frente da minha pousada. A pousada não tem absolutamente nenhum isolamento acústico e a noite inteira ficou passando gente falando alto e buggys barulhentos que pareciam estar dentro do quarto. Foi difícil de dormir essa noite.

Dia 10

Já era o dia de ir embora de Caraíva, mas ainda deu tempo de visitar a Prainha. A Prainha é uma praia de rio bem bonita no lado oposto do centrinho.

Peguei um buggy para chegar lá, pois era uma caminhada razoável.

Chegando lá foi uma grata surpresa. A Prainha é linda! E não tinha quase ninguém lá esse dia. Estava maravilhoso!

Aí enquanto eu estava fotografando uns pássaros, aconteceu uma coisa bem chata. Acabei fazendo um resgate de um filhote de passarinho.

Teve uma festa na noite anterior aqui na prainha e tinha muito saco de lixo com as coisas da noite anterior espelhadas por aqui. Eu estava passando e achei bem estranho uns barulhos de passarinho vindo de um monte de saco de lixo. Acabei parando para investigar, mas eu achei que era algum pássaro tentando comer restos que estariam em volta dos sacos. Procurei um monte e não achei nada. Foi quando percebi que o barulho vinha de dentro do saco!

Acabei vendo uma pequena movimentação dentro do saco e chamei a Tati para me ajudar e filmar tudo.

Tinha muita garrafa em cima dele, qualquer coisa poderia fazer as garrafas mexerem e esmagarem o pobrezinho. Ainda bem que a coleta de lixo não tinha chegado ainda.

Eu realmente não faço ideia de como ele foi parar dentro do saco de lixo. Ele era muito bebezinho ainda.

Os pais estavam por perto respondendo aos chamados, mas sem poder fazer nada.

Então depois que eu o tirei de lá, fiquei procurando algum lugar seguro para deixá-lo. Não encontrei nada muito bom, então fizemos um “ninho” com uma toalha velha que achamos por lá e colocamos ele dentro.

Os pais já correram levar comida para ele, que estava morrendo de fome!

Ele até que ficou uns minutos por lá, mas logo já pulou e foi para o mato. Subiu em um galho e por lá ficou.

Ele é um Papa Capim de Costas Cinzas – Sporophila ardesiaca.

Papa Capim de Costas Cinzas – Sporophila ardesiaca

Não tinha muito mais o que fazer, mas ele aparentemente estava bem. Acho que ele era muito novo para estar fora do ninho e não é fácil sobreviver assim tão pequeno solto na natureza, mas ele estava lá e os pais estavam por perto levando comida… Sei lá. Ele já conseguia se empoleirar bem e eu acho que só podia torcer para o melhor.

Papa Capim de Costas Cinzas – Sporophila ardesiaca

Fiquei feliz de estar atento e poder ajudar esse nenenzinho! Espero que ele tenha ficado bem!

Suiriri – Tyrannus melancholicus Vieillot
Bentevizinho de Penacho Vermelho – Myiozetetes similis
Saí Azul (Fêmea) – Dacnis cayana
Sabiá da Praia – Mimus gilvus

Aí infelizmente chegou a hora de voltar para poder seguir viagem. Como não tinha como chamar um buggy, fui andando até a pousada. O problema foi que a areia estava pegando fogo naquela hora. Mesmo com o chinelo foi um sofrimento até chegar na pousada, pois a areia é fofa e o pé afundava até a metade.

Aí na hora de ir para o centro para pegar o barquinho para a travessia, não resisti e chamei uma charrete para nos ajudar. Eu não tinha condições nenhuma de carregar aquela mala na volta. Mas para não sobrecarregar o cavalinho, eu fui andando do lado. O importante era aquela mala chegar lá!

A ideia nesse dia era conhecer a Praia do Sahy. Como já era meio tarde, parei em um lugar para almoçar e pensar no que fazer no dia.

Acabei parando em uma pousada que servia comida que o dono era um cara bem bacana!

Comemos bem, curtimos um som, e o cara nos levou para ver a vista de Caraíva lá do fundo do terreno dele.

Ele nos aconselhou a não ir para a praia nesse dia, porque a maré já estava cheia. Ele ainda nos arrumou de nos levar de carro para a praia no dia seguinte. A opção que 90% das pessoas fazem é ir caminhando desde Caraíva. Ir de carro era show!

Fogo Apagou – Columbina squammata

Continua – Trancoso: profissaoviageiro.com/2021/09/03/trancoso/

San Andres e Providencia – Parte 2 / 3

22/11/2014

De manhã o dono da pousada nos deu carona para o aeroporto em sua Scooter! Como só cabe um de cada vez, ele fez em duas viagens! Primeiro fui eu e depois ele voltou para buscar a Bá!

No aeroporto estava tendo uma apresentação de música local com a recém eleita miss San Andrés! O pessoal da companhia aérea estava mais a fim de dançar e curtir o som do que colocar o pessoal pra dentro o Avião!!!

Bom, na hora de embarcar, quando vi aquele bimotor daquele tamanho, já me deu um frio na barriga! O avião tem 15 lugares e é bem rústico, por se dizer assim!

234 - DSC02502 238 - DSC02506 239 - DSC02508 241 - DSC02510 243 - DSC02513 245 - DSC02515

 

Providência

 

Quando aterrissamos, foi um alívio! Apesar que a vigem foi bem tranquila… Não tremeu muito e o tempo estava bom! O voo demora uns 30 minutos.

247 - DSC02517

Providência é uma ilha menor, bem mais preservada e consequentemente com menos infra.

O taxi era a caçamba de uma camionete, que a gente já tinha que combinar com o taxista a volta, pois eles não ficam rodando muito pela ilha e não tem telefone fácil para chamar um.

 

Chegamos na pousada por volta das 9 da manhã e eu já saí correndo para a escola e mergulho que era dentro do mesmo terreno da pousada para tentar mergulhar ainda pela manhã.

Deu certo, então eu já saí para o primeiro mergulho e a Ba foi fazer a aula para fazer o mergulho acompanhado do instrutor depois.

 

O meu mergulho foi fantástico. Certamente um dos melhores da minha vida. Muitos elementos no mesmo mergulho.

252 - DSC02522 254 - DSC02524 255 - DSC02525 257 - DSC02528 259 - DSC02530 260 - DSC02531 261 - DSC02532 262 - DSC02533 264 - DSC02535 265 - DSC02538 271 - DSC02546 272 - DSC02547 275 - DSC02550 276 - DSC02551 278 - DSC02553 281 - DSC02557 282 - DSC02558 288 - DSC02565 291 - DSC02572 292 - DSC02573 294 - DSC02576 296 - DSC02579 297 - DSC02580 298 - DSC02581 299 - DSC02582 302 - DSC02585 305 - DSC02589

Depois o barco volta e pega o pessoal do Discovery que vai mergulhar junto com o resto da galera.

Esse segundo mergulho é mais raso e em um local totalmente diferente. Muitos cardumes!

312 - DSC02602 315 - DSC02605 321 - DSC02611 323 - DSC02613 324 - DSC02614 326 - DSC02617 327 - DSC02618 328 - DSC02619 330 - DSC02621 332 - DSC02623 334 - DSC02625 337 - DSC02628 338 - DSC02629 339 - DSC02630 340 - DSC02631 341 - DSC02634 344 - DSC02639 346 - DSC02642 348 - DSC02644 351 - DSC02647 354 - DSC02652 355 - DSC02653 359 - DSC02658 360 - DSC02660 362 - DSC02663 364 - DSC02665

Achei esse mergulho em Providência sensacional!

 

Quando voltamos, já saímos para alugar uma Scooter. Tinha um lugar bem perto da pousada.

O primeiro objetivo era achar um lugar para almoçar, o que não foi nada fácil em um Sábado por volta das 15:00hs. Não tinha nada aberto na cidade… Depois de rodar a ilha inteira, perguntando para um pessoal acabamos achando um lugar aberto que fazia uma comida caseira, bem simples e deliciosa!!!

Já hidratados e de barriga cheia saímos pela ilha sobre 2 rodas!

Primeiro paramos na Ponte dos Namorados, que era pertinho do restaurante que almoçamos. Estacionamos a scooter ali e atravessamos para a Ilha Santa Catalina.

 

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Demos uma volta rápida por lá e já voltamos para continuar nosso passeio.

Aí paramos na praia Almond Bay. Foi uma pequena aventura para descer de moto a rampa para chegar na praia, mas deu tudo certo!

Lá tem um barzinho estilo jamaicano com um maluco servindo uns drinks para o pessoal que para ali.

A Ba pediu uma Piña Colada e assim como em vários outros lugares o cara perguntou se queria que colocasse Rum… Claro que sim, né, amigo?! Se não, não é Piña Colada!!!!

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

Bora fazer um supino?!?!?!?!?!

 

????????????????????????????????????

Depois fomos para a praia Suroeste, onde acontecem até corridas de cavalo. Eu não cheguei a presenciar nenhuma, mas o pessoal lá adora essa corrida que ocorre na areia da praia no meio do pessoal!

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

Lá tiramos algumas fotos e ficamos andando um pouco.

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

 

Depois continuamos nosso passeio pela ilha até o final do dia, onde corremos para pegar o pôr do sol na praia Manzanillo.

 

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

Muito bonito lá, mas não conseguimos ficar muito pois os pernilongos e afins estavam nos atacando sem dó… Ficou impossível ficar lá… Muito bicho mesmo! Estávamos sem nosso repelente e tivemos que sair meio que correndo… Sem noção a quantidade de bicho que nos picou.

 

Até tentamos parar em um lugar bonitinho no caminho de volta da pousada para tomar um suco, mas mais uma vez os bichos não permitiram que ficássemos tranquilos lá. Mandamos o suco goela a baixo e corremos para nosso quarto.

 

De noite a Ba não aguentou ficar acordada e desmaiou na cama. Como eu estava com fome, saí para comer ali perto da pousada mesmo. Parei em um lugar ok e pedi um Ceviche e um suco. O Cevivche estava razoável e o suco muito bom.

Nesse lugar tinham dois casais de brasileiros que não falavam uma palavra de espanhol tentando fazer um pedido… Foi um show de horror… Bateu aquela vergonha alheia e eu fiquei bem quietinho para não perceberem que eu era brasileiro também!

 

 

23/11/2014

 

Acordamos cedo nesse dia e tomamos um café da manhã com calma na pousada.

Dois policiais fortemente armados também tomaram café lá. Eles estavam escutando umas músicas no celular até que começa a tocar uma regravação de uma música que se não me engano é do Chitãozinho e Xororó, e os caras pirando no som!

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

Saímos para abastecer e dar uma última volta com a scooter pela ilha antes de irmos embora.

????????????????????????????????????

Único posto da ilha

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Praia da nossa pousada

Fomos então fazer o passeio de barco em volta da ilha, que incluía a parada no Cayo Cangrejo (Crab Cay).

Fechamos o passeio na frente da pousada mesmo com um barqueiro que o Felipe, dono da operadora de mergulho, nos ajudou a chamar.

Acabamos fechando o passeio privativo. Sai bem mais caro que dividir o barco com a galera, mas como tínhamos horário para voltar por conta do nosso voo de volta para San Andrés, acabamos preferindo assim.

????????????????????????????????????

Passeio de barco

O mar é espetacular… Vai mudando de cor em cada canto… Verde, azul… Tem de tudo!!!!

????????????????????????????????????

Passamos pela Cabeça de Morgan e pela Ponte dos Namorados, em Santa Catalina, mas não quisemos parar. Fomos então direto para Cayo Cangrejo.

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Lá realmente é um show! Um lugar que não pode deixar de visitar!!!

????????????????????????????????????

Tivemos que pagar uma pequena taxa e conservação para entrar na ilhota.

 

Primeiro subimos até o topo da ilha para ver a vista lá de cima. Um show! Chegamos alguns minutos antes da chuva, mas ainda consegui curtir o visual lá de cima!

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Descemos quando a chuva chegou e ficamos curtindo lá no píer onde tem um pequeno barzinho. Aí pegamos uma Piña Colada, alugamos uma máscara de mergulho e ficamos por lá um bom tempo! Logo logo o Sol apareceu de novo e foi muito irado ficar curtindo ali!!!

526 - DSC02675 529 - DSC02683 536 - DSC02691 546 - DSC02715 551 - DSC02720 562 - DSC02733 563 - DSC02734 566 - DSC02742

 

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

 

 

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

Com o tempo foi chegando bastante gente, mas nessa hora já precisávamos tomar nosso rumo.

????????????????????????????????????

Daí passamos em uma ilha que não se pode chegar perto, onde ficam os ninhos das Fragatas. São aves lindas que os machos possuem um peito vermelho que inflam, como uma bexiga, para impressionar as fêmeas!

????????????????????????????????????

Existem um monte delas lá. Pena que a gente tinha horário, se não teria ficado mais tempo ali parado apreciando o voo e a beleza delas!

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Fomos então para nosso último destino antes de voltarmos para a pousada, nosso almoço! Se não me engano foi na praia de Manzanillo que paramos.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

 

????????????????????????????????????

Comemos muito bem lá!

 

????????????????????????????????????

Aí demos uma relaxada e já voltamos para nossa pousada.

 

Como ainda tínhamos algum tempo, fomos para uma praia perto da pousada que é uma praia pequena e completamente deserta que nós ainda não tínhamos parado.

Ficamos lá curtindo aquele paraíso só para nós sem sermos incomodados por nada nem ninguém! Como foi bom!!!!!!!

Foi o fechamento com chave de ouro dessa breve passagem por Providência!

 

Bom, aí foi devolver a scooter, pular para a caçamba do taxi que pontualmente estava lá nos esperando e seguir para o aeroporto.

 

Eu só tinha levado minha mochila e na volta, diante de uma minuciosa inspeção do pessoal de providência, meu desodorante teve que ficar por lá, mesmo eu explicando que ele veio dessa mesma forma. Bom, não teve conversa. Tive que comprar outro quando cheguem em San Andrés.

 

Voo de volta foi tão tranquilo quanto o de ida. Tempo bom e pouco balanço. E ainda teve uma graça do piloto que chegou de lado na pista e quando estava em cima dela jogou o aviãozinho pro lado e entrou certinho na pista. Deu um frio na barriga essa hora, mas foi bacana!

635 - DSC02750 636 - DSC02751 638 - DSC02753 639 - DSC02754 641 - DSC02757 642 - DSC02758 643 - DSC02759

Cinto de segurança do Del Rey!!!

647 - DSC02763

 

San Andrés

 

Voltamos para nossa pousada, que sequer devolvemos o quarto nesse dia que passamos fora. Nós deixamos nossas coisas dentro do nosso próprio quarto e nem precisamos nos preocupar. O dono lá foi muito gente boa com a gente!

 

Saímos então para passear no centro e comer alguma coisa antes de dormir.

Passeamos, comemos, tomamos sorvete, tomamos café colombiano e fomos dormir!